NAQUELE TEMPO – Mestre Atenilo

Sétima Edição, Junho 2013:

Mestre Atenilo

ateniloTexto de Sapeca

La capoeira, la sua storia si circonda sempre di personaggi……..”famosi”…. mestres che hanno vissuto epoche passate e a noi rimane il loro ricordo, la parola di altri che l’avevano conosciuti, le foto, forse le canzoni.
Molti mestres sono stati immortalati nei libri e nella memoria collettiva della capoeira, nomi comuni e famosi, e noi parleremo un poco della vita di “Mestre Atenilo”.
Atenilo è nato nel 1918 vicino a Santo Amaro (Bahia), ha cominciato capoeira con Mestre Bimba nel 1929, rimasto sempre a fianco del suo Mestre per quarantacinque anni seguendo così tutte le sue tappe del lavoro e si è formato Mestre nel 1942. Capoeirista rapido, veloce che gli ha dato il soprannome di “relampago”.
Quando ancora si trovava a Santo Amaro, spesso frequentava la casa dello zio che aveva una fazenda e li si trovavano personaggi quali Besouro, Doze Homen e Cordao de Ouro, iniziavano prima con il combattimento di galli e poi nel pomeriggio con roda di capoeira con il berimbau de boca. Frequentava rodas de batuque.
Quando ha iniziato capoeira l’accademia di Mestre Bimba era a Engenho Velho de Brotas, dopo di che si sono spostati in altri vari luoghi fino ad arrivare in Praça da Sé nel Pelourinho, tutte le accademie precedenti erano di terra battuta e tetto di paglia e quando pioveva era impossibile allenarsi.
Lavorava come conducente e tutti i giorni dopo il lavoro andava a lezione dal suo Mestre, l’allenamento consisteva nelle otto sequenze e nei balao cinturados, la domenica era giorno di roda, andavano nelle rode dei vari Mestres di Salvador e dintorni. Mestre Bimba che amava una capoeira più efficace e di lotta, allenava i suoi alunni a battere negli altri, “….creavamo confusione…”, ma alla fine non eravano più ben accetti nelle rode e non avevano più con chi giocare se non tra di loro.
A quell’epoca era usanza fare combattimenti tra alunni di diversi gruppi e anche tra diverse arti, marziali e non. Ha fatto più di cinquanta corsi di specializzazione con Mestre Bimba “emboscadas”, allenamenti per potersi difendere nelle più diverse situazioni, lotte di strada fatte anche con armi quali coltelli, bastoni e coltelli di “aticum” (un tipo particolare di legno).
Nella sua epoca ha conosciuto solo due donne giocare capoeira, tutte e due alunne di Doze Homen, Maria Salomé e Maria dos Anjos.
La batteria era di un berimabu e due pandeiros, lui preferiva suonare il pandeiro, il berimbau non gli piaceva particolarmente, mentre un ottimo musicista di berimbau era il suo collega Gigante. I ritmi che più si suonavano nell’accademia erano sao bento pequeno, apanha laranja, sao bento grande, banguela e iuna il gioco dei “formados”.
Mestre Bimba lo ha sempre considerato come un figlio e lui come un padre, bastava uno sguardo per fare quello che veniva chiesto, Bimba non doveva ripetere le cose due volte.
Mestre Atenilo muore il 25 novembre del 1986.
Non ci sono molte informazioni su queste Mestre e l’unico documento ufficiale è la sua intervista fatta da Mestre Itapoan.
Na capoeira a história está sempre rodeada de personagens… “famosos”… mestres que viveram em épocas passadas e que ficaram na nossa memória através da palavra daqueles que os conheceram, das fotos, talvez das músicas.
Muitos mestres foram imortalizadosnos livros e na memória colectiva da capoeira, nomes comuns e famosos, e nós falaremos um pouco da vida de um deles, Mestre Atenilo.
Atenilo nasceu em 1918 perto de Santo Amaro (Bahia), começou a capoeira com Mestre Bimba em 1929, ficando sempre ao lado de seu Mestre por quarenta e cinco anos, seguindo assim todas as suas fases de trabalho e se formou Mestre em 1942. Capoeirista rápido, que pela sua velocidade recebeu o apelido de relâmpago.
Quando estava ainda em Santo Amaro, frequentava muito a fazendo do tio, ali se encontravam personagens como Besouro, Doze Homens e Cordão de Ouro, iniciavam com a luta de galos e depois, durante a tarde, com a roda de capoeira com o berimbau de boca. Mestre Atenilo frequentava também rodas de batuque.
Quando começou a capoeira, a academia de Mestre Bimba era no Engenho Velho de Brotas, depois se mudou para outros lugares até chegar na Praça da Sé no Pelourinho, todas as academias anteriores eram de terra batida e tecto de palha e quando chuvia era impossível treinar.
Trabalhava como motorista e todos os dias, depois do trabalho ia na aula de seu Mestre, o treinamento consistia das oito sequências e dos balões cinturados, domingo era dia de roda, iam nas rodas dos vários Mestres de Salvador e arredores. Mestre Bimba, que amava a Capoeira mais eficaz e de luta, treinava os seus alunos a bater nos outros, “… criávamos confusão…”, mas no final não eram bem aceites nas rodas e não tinham mais com quem jogar senão entre eles.
Naquela época era usual fazer combates entre alunos de diversos grupos e também entre as diversas artes, marciais ou não. Mestre Atenilo fez mais de cinquenta cursos de especialização com Mestre Bimba, “emboscadas”, treinamentos para poder se defender nas situações mais diversas, luta de estrada feita também com armas como facas, bastões e facões de “aticum”.
Na sua época, conheceu só duas mulheres que jogavam capoeira, ambas alunas de Doze Homens, Maria Salomé e Maria dos Anjos.
A bateria era um berimbau e dois pandeiros, Mestre Atenilo preferia o pandeiro, não gostava particularmente de berimbau, já seu colega, Mestre Gigante, era um óptimo tocador de berimbau. Os ritmos que mais se tocavam na academia eram são bento pequeno, apanha laranja, são bento grande, banguela e iúna, o jogo dos “formados”.
Mestre Bimba sempre considerou Mestre Atenilo como um filho e ele via em seu Mestre um pai, bastava um olhar para fazer o que era pedido, Bimba não preisava repetir duas vezes.
Mestre Atenilo morreu em 25 de novembro de 1986.
Não há muitas informações sobre este mestre e o único documento oficial é a sua entrevista feita por Mestre Itapoan.
In capoeira, history is always surrounded by ”famous characters”, masters that have lived in the past and remained in our memory through the words of other people who met them, pictures, eventually songs.
A lot of masters were immortalized in books and in capoeira’s collective memory, common and famous names, and we will talk a little bit about the life of one of them, “Mestre Atenilo”.
Atenilo was born in 1918 close to Santo Amaro (Bahia), he started practicing capoeira with Mestre Bimba in 1929, remaining for 45 years close to his Mestre, thus following all his work steps. He was formed Mestre in 1942. He was a fast, speedy capoeirista, characteristic that gave him his nickname “lightning”.
He frequently visited his uncle’s farm while he was still at Santo Amaro, where people like Besouro, Doze Homens and Cordão de Ouro met, it started with a rooster’s fight and would go on with a capoeira roda with the berimbau de boca in the afternoon. He also attended batuque rodas.
When he started capoeira Mestre Bimba’s academy was in Engenho Velho de Brotas, after which they transferred in many other places finally arriving at Praça da Sé in Pelourinho. All other academies had a clay floor and a thatch roof, which made it impossible to practice when it rained.
He worked as a driver and every evening after work he would go to his Mestre’s class, training consisted of eight sequences and balão cinturado, Sunday was roda’s day, they would go to the rodas of the different Mestres in Salvador and surroundings. Mestre Bimba, who loved the more efficient and combative capoeira, trained his students to beat in the others, “… created mess..”, but at the end they were no longer well accepted in the rodas and therefore they had no one else to play with except between themselves.
At that time, it was common to do fights between students of different groups and also between different art forms, martial and not. Mestre Atenilo did more than 50 courses of specialization with Mestre Bimba “emboscadas”, training to be able to defend himself in the most diverse situations, street fights usings knives, sticks and knives of “aticum” (a particular type of wood).
In his time, he met only two women that played capoeira, both students of Doze Homens, Maria Salomé and Maria dos Anjos.
In the “bateria” there was one berimbau and two tambourines, Mestre Atenilo preferred to paly tambourine, he didn’t particularly like to play berimbau, while his colleague, Mestre Gigante, was a great berimbau player. The most played rhythms in the gym were São Bento Pequeno, Apanha Laranja, São Bento Grande, Banguela and Iúna, the game of the “formados”.
Mestre Bimba always considered Mestre Atenilo as a son and he saw a father in his master, a simple look was enough for him to do what was asked, Bimba didn’t need to repeat things twice.
Mestre Atenilo died in 25th November 1986. There is not many information about this Mestre, the only official document is an interview by Mestre Itapoan.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em 7ª EDIÇÃO, JUN 2013. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s